10 dicas para usar bem as redes sociais no mundo corporativo | Blog da Sandra Turchi | Comunicação e Marketing Digital

10 dicas para usar bem as redes sociais no mundo corporativo

10 dicas para usar bem as redes sociais no mundo corporativo

150 150 Sandra Turchi

O uso estratégico do Facebook, LinkedIn, Twitter e blogs, entre tantas outras ferramentas de mídia social  é cada vez mais frequente no meio corporativo e segundo o Gartner Group, empresa especializada no fornecimento de pesquisas e aconselhamento na área de tecnologia da informação, essa tendência deverá se acirrar  nos próximos anos. Apesar disso, no Brasil, ainda há um grande número de companhias, principalmente as de menor porte, que estão engatinhando nesse sentido. Não há dúvida de que esses canais podem contribuir para facilitar uma série de ações, tais como: estreitar o relacionamento com clientes e parceiros de negócios, divulgar promoções de produtos, esclarecer dúvidas mais frequentes, obter informações sobre seu público-alvo de forma gratuita, e até para divulgar abertura de vagas para contratação de novos funcionários, entre inúmeras outras possibilidades.

(artigo para o Portal Mundo do Marketing)

Mas, em contrapartida, se não forem tomados alguns cuidados, as consequências do uso errado ou inadequado das redes sociais podem ser desastrosas, chegando a comprometer seriamente a imagem da empresa. Para evitar que isso aconteça, elenquei dez dicas fundamentais que asseguram o bom desempenho nesses meios:

 

1)      Defina seu público. Assim como no mundo físico, as ações no meio virtual precisam seguir um planejamento e o primeiro passo nesse sentido é determinar o público com o qual a sua empresa quer dialogar. Sim, dialogar, porque esses canais são meios de interação e de colaboração. Antes de tudo, faça uma pesquisa e procure saber o que esse público pensa da sua empresa ou marca e elabore um diagnóstico sobre o que andam dizendo da sua empresa nos diferentes ambientes on-line e compare-o com os de seus concorrentes. A partir daí, escolha os assuntos e informações que serão discutidos nesses meios.

2)      Escolha os canais. Há inúmeras redes na Internet e é importante definir qual ou quais delas são mais relevantes e têm maior afinidade com a sua empresa e com o seu público-alvo, para então abrir uma conta e começar a utilizá-las.

3)      Defina os interlocutores. Escolha a pessoa ou equipe  que  irá coordenar as ações e alimentar esses canais com informações relevantes para o público-alvo. Se houver mais de um perfil, crie um manual de estilo para que os posts sigam a mesma linguagem e formas de expressão. Envolva todas as áreas da empresa para que saibam a importância desses canais, acompanhem o que é discutido neles e contribuam com sugestões.

4)      Seja transparente e rápido nas respostas. O que caracteriza as redes sociais é a agilidade na comunicação. Nesse sentido, se houver mais de um interlocutor que alimenta esses canais, crie regras para gestão dos perfis e contas oficiais de acordo com as melhores práticas de governança corporativa.

5)      Prepare os porta-vozes para lidar com todos os tipos de situações. Vale lembrar que as pessoas podem utilizar esses canais para criticar ou reclamar de algum produto ou procedimento da empresa. Nesses momentos de crise, os porta-vozes devem responder de forma adequada e respeitosa a todo o tipo de questionamento, oferecendo a melhor solução.

6)      Identifique os seguidores mais influentes. Em todo grupo sempre há pessoas que acabam influenciando as demais, seja de forma positiva ou negativa.  É importante fortalecer o relacionamento com elas: com as positivas, porque irão ajudar a ampliar o número de seguidores e a replicar as informações sobre sua empresa em outras redes; e com as negativas, para acompanhar e neutralizar, por meio de argumentos positivos, suas queixas e críticas. É também fundamental saber identificar os “trolls” – pessoas que reclamam constantemente e procuram criar confusão apenas para chamar atenção e ter notoriedade nas redes - para esvaziar suas ações, e dar atenção aos problemas legítimos que forem apresentados pelo público.

7)      Faça vídeos e infográficos para agregar valor às mensagens. As pessoas que utilizam as redes dão preferência aos posts que são mais visuais e dinâmicos.

8)      Estabeleça uma periodicidade para atualizar posts. Pode ser várias vezes ao dia, diária ou mesmo semanal, de acordo com o perfil da sua audiência.

9)      Meça os resultados. Escolha as formas de aferição de resultados desde o início e faça isso de forma sistemática, semanalmente, se possível. Na Internet há várias ferramentas gratuitas para medir resultados, entre as quais o TweetReach, TwitterCounter, Social Bakers, entre muitas outras.

10)  Monitore os seus concorrentes. Acompanhe o que as outras empresas estão fazendo nesses meios e procure se diferenciar, oferecendo opções interessantes para o seu público.

 

Não é uma receita de bolo infalível, até porque tudo é muito dinâmico nesse universo. Mas são ações que, se realizadas corretamente, não têm contraindicação e trarão muitos benefícios à sua empresa.

 

6 comments
  • Fabrício Toth @Ftoth 5 de junho de 2012 at 15:17

    Concordo em gênero, número e grau. Porém, é preciso definir o objetivo também, pois quando são ações pontuais o objetivo é algo fundamental para decidir, o que, como e onde será dito.

    De qualquer forma, no lugar onde trabalhei da melhor forma com perfis corporativos nas redes sociais, trabalhavamos exatamente desta forma. E era muito bem feito.

  • Excelente! Pode não ser uma receita do bolo infalível, mas com certeza já é um ótimo começo para que cada vez mais empresas utilizem redes sociais para promover seus negócios de maneira eficaz!

  • André Vieira Coutinho 3 de julho de 2012 at 20:45

    Parabens pelo site e pelos artigos professora!
    #MKTDIGESPM 🙂

Deixe um comentário