Entenda a mídia programática e como ela impacta o consumo na internet

Entenda a mídia programática e como ela impacta o consumo na internet

Entenda a mídia programática e como ela impacta o consumo na internet

150 150 Sandra Turchi

Vector data analytics concept in flat styleA mídia programática é uma forma de automatizar e otimizar os recursos da publicidade para obter resultados melhores. Significa deixar a cargo de sistemas e algoritmos a melhor seleção de onde tal anúncio será exibido e para quem. O resultado é uma publicidade muito mais eficiente, exibida para o público certo, no momento mais oportuno. Em vez de pagar por uma exibição que pode não ser eficiente, o anunciante acaba tendo um investimento muito mais certeiro pois atinge exatamente o seu público.

Trata-se de um sistema que se encarrega de agenciar espaços publicitários em diversos sites, levando em consideração o público que os frequenta e suas características. A web permite que uma riqueza de dados seja obtida a partir do público visitante dos sites, o que facilita em muito que a publicidade encontre-os. Para saber mais sobre a mídia progmática e como ela pode afetar os hábitos de consumo, continue acompanhando no artigo:

Modelo Superior

Antigamente, a publicidade era feita com base em negociações diretas. O anunciante contatava o veículo de mídia — como um jornal ou revista — e comprava um espaço para exibir a sua publicidade. Esse modelo se sustentou por bastante tempo, mas logo suas deficiências foram se tornando mais claras e outros tipos de mídia começaram a se mostrar mais eficientes.

Um dos principais problemas com o modelo anterior era o desperdício de mão de obra envolvido. Os profissionais se envolviam demais em processos manuais, sacrificando a sua produtividade e a eficiência de seus resultados. Afinal, com uma demanda de tempo maior, a publicidade arrisca perder o timing estratégico. Outro problema dizia respeito ao público-alvo: nem sempre a audiência daquela revista correspondia completamente a quem o anunciante buscava.

Para corrigir estes problemas, a mídia programática se baseia nesta que é a principal tendência da análise de publicidade atualmente: o Big Data. Basicamente, temos à disposição hoje em dia, uma riqueza de dados e métricas que não possuíamos antes. É possível captar informações sobre a audiência e medir, com precisão, onde está o público-alvo de uma marca. Para a publicidade, trata-se de uma oportunidade valiosa para fazer negócio e obter melhores resultados.

Vantagens do modelo programático

A mídia programática surge unindo os conceitos de Big Data e automação. Basicamente, toda a negociação e análise é feita por algoritmos. Eles levam em consideração o público-alvo e as maneiras para conseguir atingi-lo. Por exemplo, se a audiência buscada de uma marca está em um portal específico, não faz sentido anunciar em uma página diferente, que tenha maior audiência. Audiência total não é tão importante quanto ter um público alinhado com os objetivos da marca.

Levando em consideração estes conceitos, a mídia programática consegue realizar negociações em tempo real com outros algoritmos e gerar anúncios muito mais estratégicos e capazes de proporcionar resultados melhores. Os espaços publicitários são selecionados em um esquema parecido com o de um leilão, de forma que a marca que oferece mais acaba entrando.

Por se tratar de um conceito ainda muito novo na publicidade, a mídia programática ainda não foi adotada completamente pelas grandes marcas. E isso pode representar uma oportunidade única para aquelas que tiverem um pensamento estratégico mais apurado. Este é o momento de avaliar as vantagens da mídia programática e conquistar os seus objetivos.

Conforme a tecnologia evolui, a publicidade também encontra maneiras de trabalhar de forma mais eficiente para atingir os seus objetivos. Com sistemas cada vez melhores, será possível anunciar diretamente para o público mais interessado em um determinado tema, aumentando consideravelmente as conversões. As empresas que embarcarem primeiro nesta tendência poderão aproveitar os benefícios antes dos seus concorrentes.

E então, você ainda ficou com alguma dúvida sobre o que é mídia programática? Não deixe de escrever para nós através do espaço de comentários!

Por Sandra Turchi