Inovações no Marketing – Cuidado!!

Inovações no Marketing – Cuidado!!

150 150 Sandra Turchi

Esse momento tem trazido grandes desafios para todos aqueles envolvidos com marketing e comunicação. Há muito tempo não se viam tantas mudanças e inovações em tão pouco tempo. Esse movimento tem feito muitos profissionais voltarem para as escolas buscando se atualizar com o que há de mais moderno.

Além desses profissionais, outros gestores que atuam com marketing, direta ou indiretamente, como donos de pequenas e médias empresas também tem tido essa necessidade, visto que muitas vezes são eles que comandam as decisões de marketing, pois não existe uma área formal de marketing na empresa.

Isso é positivo, por um lado, porém há algo interessante ocorrendo. Eles tomam conhecimento de novas ferramentas, principalmente do mundo digital, mas sem conhecer muitos conceitos tradicionais de marketing necessários para trazer consistência às novas aplicações. Vou exemplificar: quando se elabora um plano de marketing para uma empresa atualmente, é quase obrigatório aplicar ações de marketing digital, porém, em alguns casos, percebe-se que atividades pertinentes marketing tradicional, como "conhecer o consumidor e seu processo de decisão de compra", ainda não foram elaboradas.

Sabe-se que a crise atual trouxe muita ansiedade, bem como muita urgência por novas receitas e novos canais, porém, nada disso será viável se não forem entendidas as raízes do marketing, sua origem mesmo. Eu costumo dar uma definição bastante simples sobre o que é marketing, para que qualquer pessoa possa rapidamente captar sua essência: ‘Marketing é entender e atender o consumidor/cliente, trazendo com isso melhores resultados para a empresa', só isso! Mas fazer o óbvio é, em geral, bem difícil.

Onde quero chegar? É importantíssimo fazer uma lição de casa antes de pensar em simplesmente aplicar essas novidades e até alguns modismos. Não basta fazer um curso sobre mobile marketing, ou advergaming e achar que isso resolverá todos os problemas da companhia, ou então acreditar que tudo estará solucionado quando colocarem um vídeo no YouTube!

Claro que certas ações são muito interessantes e, sem dúvida, as mídias digitais são aliadas incríveis, principalmente daqueles que têm pouca verba para investir, pois elas permitem um retorno mais rápido devido à assertividade obtida com algumas estratégias. O exemplo são as já conhecidas ferramentas de busca (ou search engines), pois a empresa só será encontrada por aqueles que estão procurando aquilo que é vendido por ela.

Mas lembre-se, para alcançar esse resultado é necessário conhecimento, não basta comprar palavras-chaves nos leilões de links patrocinados e achar que milhares de clientes baterão à sua porta. É necessário entender como funciona, por exemplo, para estar bem posicionado nas buscas orgânicas, que são aquelas não pagas, justamente onde as pessoas clicam mais, pois tem maior credibilidade.

Mas antes de tudo isso eu aconselho que se elabore um planejamento estratégico, se façam pesquisas sobre o setor e o cliente, se converse com os consumidores, e então se complemente o plano de ação com a utilização dessas inovações, para não ser seduzido por soluções milagrosas. Caso contrário, é possível cair no equívoco de ofertar produtos que seu cliente não deseja mais comprar, ou criar um canal de vendas onde ele não está ainda adaptado a realizar suas compras, ou ainda, deixar de agregar serviços que ele está precisando muito.

Relembrando, nesses casos, somente quem é expert no seu negócio será capaz de atender.

Artigo publicado na Revista Cliente SA em mar/09

2 comments
  • Sandra,

    Realmente o Mundo Digital, MKT e Comunicação, atualmente esta muito reciclavél, para acompanhar as tendência e as novas linguagens realmente devemos estar preparados e atentos para essas atualizações que tem sido frequentes.
    Abçs

Deixe um comentário