Tendências digitais em 2010

Tendências digitais em 2010

150 150 Sandra Turchi

De tempos em tempos algumas inovações se tornam marcantes, fazendo com que se transformem em verdadeiras tendências, que poderão vir a ser, ou não, parte da realidade, pois algumas dessas tendências não chegam a virar sucessos efetivamente. Nesse momento, dentre as principais tendências que temos visto, em primeiríssimo lugar estão as redes sociais. Chega-se ao ponto de empresas solicitarem às suas agências campanhas em redes sociais, como se isso pudesse ser feito de forma independente de uma estratégia de marketing global.

(artigo no Portal Mundo Marketing)

Esse é o cuidado que devemos ter, pois muitas vezes essas empresas podem não saber se é isso o que estão realmente precisando. Em alguns casos é necessário primeiramente rever sua estratégia de negócio e de marketing, pois provavelmente a solução seja outra.

Outra tendência que tem se tornado muito popular é o uso de QR Codes e de realidade aumentada, tecnologias para viabilizar a união do mundo on-line e do off-line. É possível levar informações ao usuário e entretenimento através de ações inovadoras e surpreendentes, como a da Pepsico para os salgadinhos Doritos.

Mobile Marketing e acesso móvel à web já deixou de ser tendência para se tornar realidade. Hoje, com mais de 175 milhões de linhas, o Brasil se tornou um dos países mais promissores para se realizar negócios nessa área. São diversas alternativas, que vão de ações mais simples, como o envio de SMS, já que 100% dos celulares são compatíveis, até ações pagas pelo cliente ou então a criação de aplicativos a serem baixados pelos usuários, que tem feito bastante sucesso.

Os Smartphones são os grandes responsáveis por fazerem com que as pessoas permaneçam mais tempo conectadas à web, devido à facilidade de acesso. Tem se tratado 2010 como o ano do mobile marketing no Brasil, embora os investimentos publicitários nesse canal ainda sejam pequenos, visto que aproximadamente 80% da base é formada por telefones pré-pagos, o que inviabiliza muitas campanhas. Ainda nessa linha há as estratégias de localização, que viabilizam promoções de forma regionalizada.

Outro item que ainda está na fila de espera para sabermos se efetivamente alcançará o sucesso são os e-readers, como KindleiPad, pois aparentemente o consumidor ainda está avaliando a utilidade dessas inovações versus outros aparatos.

Ressalto outra tendência que não está nos equipamentos, nem nas novas tecnologias, e sim, na forma de adequá-los aos novos usuários, as classes de baixa renda, como a classe D, que é responsável por mais de 30% das compras de computadores no país. Tem-se tornado um desafio interessante compreender qual é a melhor linguagem e os serviços que agregam mais valor a serem percebidos por esse público, que de forma alguma poderá ser ignorado.

9 comments
  • Bruno Borrajo de Queiroz 9 de Março de 2010 at 19:28

    Sandra, concordo com você. Mas um dúvida que ainda fica em minha cabeça e que gostaria de compartilhar com você. Pode-se realmente chamar de tendências, visto que tendências entendemos que são projetos, coisas e tecnologias já testasdas e aprovadas por um número x de públicos, ou podemos chamar talvez de experimentos do mundo digital ? Digo isso por exemplo fazendo um paralelo a um passado não muito distante, onde se falava que o Second Life era uma tendência.
    Gostaria de compartilhar contigo sobre seu ponto de vista, num mundo de transformações constantes, onde tudo se funde e se confunde numa velocidade que ás vezes nem temos tempo de saber se aquilo era tendência a fazer sucesso ou não.

    abraços.

    • Oi Bruno, como vai?
      É´por isso que eu digo que as tendências podem virar ou não sucesso. Primeiro porque “tendência” quer dizer inclinação, propensão a alguma coisa, que pode ou não ocorrer. E sucesso no sentido de vingar. Como vc bem lembrou, o Second Life foi sim uma grande tendência, mas que acabou não se transformando num grande sucesso de público.
      Um abraço,
      Sandra

    • Bruno,
      falamos um pouco mais sobre essa questão de tendências, veja aqui…
      abs
      Sandra

  • Alessandro Lagoeiro 9 de Março de 2010 at 22:04

    Outra tendência clara para mim são os serviços de geolocalização, pela internet ou celular. Iniciativas como a da Nokia devem ser seguidas por outros fabricantes de dispositivos móveis.

    • Oi Alessandro,
      desculpe, acho que não respondi ao seu comentário.
      Sem duvida alguma os serviços de geolocalização são uma das grandes tendências. Bem lembrado!!
      Vamos nos falando.
      abs,
      Sandra

  • O ideal é experimentar Bruno, testar e ver como a tecnologia pode beneficiar o seu negócio.

    Second Life não era bem uma tendência, era uma novidade única em que muitas empresas concentraram esperanças e esforços. Exatamente como não é indicado fazer investimentos em uma só aplicação ou depender de um único fornecedor, acreditar que um único aplicativo mudará tudo não é um pensamento muito estratégico a médio e longo prazo.

    Do meu ponto de vista, Orkut, Facebook, Twitter e outras mídias sociais são um conjunto. Esse conjunto é que dita a tendência, seja ela de se aproximar mais do seu cliente ou conquistar novos mercados de formas inimagináveis até alguns anos atrás.

    • André e Bruno,
      Além disso, nessa discussão sobre tendências e Second Life, não se pode dizer que a ideia foi um fracasso, afinal, hoje há jogos que seguem uma linha similar, com compra de moeda on-line, como o Hallo Hotel e mesmo Farmville e Colheita Feliz.

      abs,
      Sandra

  • Olá Sandra, criamos uma forma inovadora de comunicação entre consumidores de vinho, fabricantes e lojistas para disponibilizar informações, avaliações e recomendações qualificadas para apoiar a tomada de decisões do indivíduo na hora da compra ou de uma degustação com o uso de QR Codes. As informações geradas por uma rede social e por especialistas podem ser acessadas em qualquer lugar por quem tiver um leitor instalado no celular. Lançamos a rede social há 30 dias e os QR Codes devem começar a ir para a lojas no início de abril. Nos faça uma visita, por favor. http://www.winetag.com.br
    Fique à vontade paa entrar em contato: joao@winetag.com.br

    • ola João Paulo,
      Desculpe-me pela demora em responder.
      Gostei muito do seu site. Adoro vinho. Parabéns. Vcs ficam no RJ, não é?
      Como está indo a Rede social?
      Abs,
      Sandra Turchi

Deixe um comentário