Como as MPE’s podem competir na web | Blog da Sandra Turchi | Comunicação e Marketing Digital

Como as MPE’s podem competir na web

Como as MPE’s podem competir na web

150 150 Sandra Turchi

Embora poucos microempresários admitam, a falta de conhecimento sobre as ferramentas da web é a principal causa para não utilizá-la na geração de negócios, além da ausência de estrutura em suas empresas.  Segundo pesquisa realizada recentemente com micro e pequenas empresas paulistanas, 70% delas ainda não fazem nenhum tipo de divulgação on-line dos seus produtos, bem como não fazem compras ou vendas on-line.

Para aquelas que utilizam o meio digital para fazer negócios, esse canal já representa, em média, 30% do seu faturamento e, em alguns casos, a internet pode levar até 80% do tráfego de clientes para sua loja física.

Esses números demonstram que há ainda um longo caminho a ser percorrido pelos microempresários, mas já é possível observar bons exemplos.

As empresas que saíram na frente e aprenderam a utilizar a divulgação na Web perceberam que isso é algo viável e têm colhido bons frutos. Quem está fazendo sua “lição de casa” já figura nas primeiras páginas do principal site de buscas da internet, dentro da sua categoria de produtos.

Normalmente me questionam se é possível as pequenas empresas competirem de igual para igual com as grandes na internet. Na verdade, com a internet, a pequena empresa pode até se sobressair, pois mesmo com menor investimento, mas desde que implantando as ações corretamente, ela será encontrada por aqueles que estiverem buscando o seu produto e isso é o que mais importa. No caso das MPE’s não é recomendável fazer uma divulgação para quem não é o seu público ou não tem interesse no que ela vende. E, normalmente, quando fazemos mídia de massa, é isso que ocorre.

Na web é possível executar ações segmentadas e pagar com base em resultados, como ocorre com os links patrocinados, por exemplo. Isso faz com que os custos sejam menores, pois só se paga quando seu anúncio recebe um clique. Além disso, há ações que podem ser implantadas de forma mais rápida do que no mundo físico, como o envio de mala direta versus uma campanha de email marketing. Esta última pode trazer melhores resultados, com menor investimento do que a primeira opção, desde que feita de forma adequada.

A união de dois fatores como atendimento a nichos específicos de mercado e investimento em divulgação segmentada, já fazem com que as MPE’s possam competir de forma muito interessante na web. Não quer dizer necessariamente que elas “roubarão” mercado das grandes redes, mas sim, que hoje elas podem figurar entre as opções de compra do consumidor.

Um exemplo disso é o caso de alguém que busca acessórios para instalar uma TV de plasma em sua casa. Numa pesquisa na web, com certeza, serão encontradas opções de lojas diferentes das marcas já conhecidas. Muito provavelmente o consumidor vai se deparar com quem é especializado no assunto. O mesmo pode ocorrer quando se busca por fabricantes de móveis infanto-juvenis em determinada cidade do sul do país.

Isso demonstra que produtos ou locais mais específicos podem ser atendidos por determinadas empresas especializadas, ou regionais, e não unicamente pelas grandes redes, e é aí que está o “pulo do gato”.

9 comments
  • Olá Sandra, como vai?
    Estou fazendo uma matéria sobre as oportunidades que a internet traz para empresas de pequeno e grande porte. Será que você poderia me esclarescer algumas dúvidas sobre o e-commerce?

    Se você puder, me comunique por email. É o indicado acima.

    Obrigada,

    Ariane Donegati

  • Oi Sandra, bom dia!
    Leio sempre os seus artigos. Acredito que o primeiro passo para uma micro-empresa entrar na web é através da divulgação de sua loja física, e não implantando um e-commerce.
    Por isso, cada dia mais acredito na plataforma noticiafacil.com, que tem justamente este objetivo. Divulgar estabelecimentos “reais” através da internet, de forma simples e intuitiva.

    Um grande abraço,
    Lineu Rocha

    • Olá Lineu,
      Obrigada pelo seu comentário.
      Há as duas possibilidades, pois há empresas que já nascem virtuais e há aquelas que existem no mundo físico e depois iniciam suas atividades on-line. Sem dúvida ter uma boa divulgação da sua loja física ajudará muito. Depois vc pode avaliar se os seus clientes solicitam um atendimento para venda on-line. Dependendo do produto pode nem ser uma demanda grande para web.
      abs,
      Sandra

  • Boa noite!
    Muito bom o artigo. Estou estudando montar uma loja virtual de produtos eletronicos inovadores e percebo que a internet apesar de já possuir diversos concorrentes de peso, como as grandes redes varejista, que estão atuando com lojas fisicas a anos, também uma grande espaço para as micro e pequenas empresas atuarem.Desde de que façam uma boa pesquisa do ramo pretendido e tenham diferenciais, como bom atendimento e logistica de entrega rápida!

  • Boa noite Sandra!

    Gostei muito do seu artigo sobre como as MPE’s podem competir na web. Você está de parabéns!!!

    Sou estudante de Administração com ênfase em marketing e estou me formando no final do ano. Pretendo desenvolver minha monografia na mesma linha de pesquisa em você desenvolveu seu artigo.

    Se possível, gostaria que você me ajudasse com a indicãção de alguns livros para que eu possa começar a desenvolver minha pesquisa no próximo semestre. Pois estou tendo dificuldades em conseguir algo aqui em Recife.

    Parabéns mais uma vez e espero uma resposta.

    Grato,

    Élcio Souza
    elciossouza@hotmail.com

    • Caro Elcio,
      Obrigada pelos seus comentários. Na verdade existem poucos livros sobre web ainda no pais, e se falarmos de Pequenas e Medias empresas, eu não conheço nenhum (por isso estou escrevendo um !).
      Vc pode pesquisar livros sobre Mkt digital, como o Google Mkt do Conrado Adolfo, ou os livros da profa Martha Gabriel sobre SEO, para ir compondo seus conhecimentos, mas não deve encontrar tudo num livro só.
      Uso os artigos à vontade, ok?!

      abs
      Sandra

Deixe um comentário