Você está preparado para ser líder na era da transformação digital?

Você está preparado para ser líder na era da transformação digital?

1200 1200 Sandra Turchi

Num mundo conectado virtualmente, inovação, transparência, colaboração e flexibilidade são alguns dos desafios que lideranças devem assumir

 

Imagine que você se depara com dois cenários. O primeiro mostra uma sala onde tem uma mesa com uma pessoa em pé, ao centro, e outras sentadas ao redor. A pessoa ao centro é a única que está falando e todas as demais estão caladas. Essas pessoas estão anotando as informações que ouvem e não parecem interagir umas com as outras. Tudo parece muito burocrático e convencional, e essa imagem parece ter sido restaurada do século passado.

 

O segundo cenário mostra uma mesa com pessoas sentadas ao redor. Todas parecem dar ideias e participar das discussões, olhando umas para as outras. Cada pessoa tem espaço para se expressar e uma delas ajuda a tornar a conversa mais dinâmica e fluida. Percebe-se nesse cenário uma atmosfera voltada para a inovação, criatividade e colaboração.

 

Ao se deparar com esses dois cenários, com qual deles você se vê inserido (a) e realizando um bom trabalho? Se escolheu a opção dois, você com certeza se identifica com as características de um (a) líder conectado (a) à era da transformação digital. Caso tenha escolhido a opção um, agora é a hora de analisar seus conceitos sobre liderança, suas maneiras de pensar e se comportar enquanto líder.

 

A internet é de todos

 

De acordo com o Comitê Gestor da Internet (CGI) no Brasil, alguns dos princípios da internet, estabelecidos em 2009, se baseiam nos conceitos de governança colaborativa, universalidade, diversidade e inovação. Podemos ver muitos desses princípios sendo aplicados quando trazemos o exemplo das redes sociais. Atualmente, as redes sociais se definem como espaços para expor ideias e opiniões, tornando democrática a discussão sobre qualquer assunto. Vemos nesses espaços o compartilhamento de vozes e visões, onde o usuário acaba por atuar como produtor de conteúdo, ao mesmo tempo em que consome conteúdo.

 

Esse cenário mostra uma mudança relevante no comportamento das pessoas e tem nos surpreendido constantemente com as possibilidades de interação e integração nesses espaços. A dinâmica das redes sociais, de alguma maneira, nos ajuda a compreender o desenvolvimento das relações humanas que, por sua vez, fornecem informações valiosas para líderes que se deparam com novos desafios num mundo em que a conexão virtual é preponderante.

 

Com base nas características da web, apresentadas mais acima, destacamos que as mudanças no papel de uma liderança priorizam antes de tudo uma gestão flexível, onde a burocracia e o controle não têm espaço. A cultura empresarial deve estar voltada para significativas transformações, em que o foco deve ser o de inspirar pessoas. Um (a) líder da era digital valoriza a motivação, transparência, comunicação direta, inovação.

 

A ideia de trabalho em equipe, nos dias atuais, faz mais sentido do que nunca. Um (a) líder que se conecta com as pessoas, que compartilha sua paixão por um projeto, uma ideia ou uma marca, e consegue influenciar as pessoas do seu time a se engajarem também, tendo como apoio nesse processo os diversos recursos digitais disponíveis, tem grande capacidade de se destacar em seu papel.

 

Como podemos notar, são muitos os desafios de uma liderança na era da transformação digital e abaixo trazemos os pontos mais essenciais, apreciados e indicados por especialistas da área. Confira!

 

Dê espaço para a inovação

Inovar é criar condições para experimentar novas ideias, é estimular constantes desafios às pessoas da sua equipe, é valorizar espaço e tempo para a vivência das propostas feitas e por causa disso, é desenvolver uma cultura empresarial com maior tolerância a riscos. É se questionar “Como podemos ser ainda mais inovadores hoje?” e encorajar reflexões semelhantes. Um (a) líder conectado (a) às transformações digitais se propõe a converter ideias novas em resultados efetivos, de alto impacto para sua empresa. E sempre tem em seu foco que as pessoas são importantes nesse processo, que elas fazem parte desse processo e são, de fato, úteis em momentos de tomada de decisões e busca por resoluções.

 

Inspire a gestão colaborativa

Com o entendimento de que todos fazem parte da empresa, o desafio aqui é motivar uma efetiva gestão participativa, onde há o real envolvimento dos colaboradores. Cultivar a diversidade de opiniões é uma postura fundamental de quem assume a liderança nos tempos de democratização dos discursos. Tomando como referência as experiências de empresas inovadoras, uma maneira de estimular a discussão de ideias na sua empresa é realizar encontros semanais, onde os colaboradores de diversos setores da empresa têm espaço para expressar suas opiniões, analisar projetos, pensar ideias e propor soluções juntos. Quanto mais heterogênea for uma equipe, mais capacidade esta terá de se desenvolver de forma estruturada e sustentável.

 

Coloque o cliente como centro das decisões

Desde seu surgimento, a internet permite que as pessoas dividam publicamente suas experiências e preferências assim como suas insatisfações. Ciente desse cenário, um (a) líder antenado (a) e atento (a) traz seu cliente para o centro das ações da sua empresa. Dessa maneira, ele (a) busca atender as necessidades do seu público-alvo, com base em estudos profundos e constantes. A palavra-chave aqui é entender seu target da forma mais completa possível. Mais do que trabalhar para si mesmas, as empresas voltam seus esforços para se conectar com seus consumidores, que estão cada vez mais exigentes, poderosos e cientes de suas expectativas. Enquanto líder, é seu dever crucial priorizar o desenvolvimento de seu negócio, marca ou serviço de acordo com as motivações do seu cliente e manter a sua equipe nessa mesma sintonia.

 

Seja transparente

Qual a melhor maneira de se comunicar com sua equipe? A resposta é muito simples: de forma clara, acessível, direta e motivacional. Ninguém gosta de se reportar a um (a) líder que não deixa transparentes as suas decisões, seja por não expressá-las verbalmente ou por usar uma linguagem que gera dúbia interpretação. Sendo assim, uma comunicação transparente é o ponto-chave para emitir confiança e segurança para seu time. Tenha sempre em mente que seu papel é de liderar pessoas e a habilidade mais eficiente entre os seres humanos é a comunicação. Então, abra o canal de conversa com seus liderados e se mantenha disposto (a) a compartilhar suas aspirações e a ouvir o que eles têm a dizer.

 

Mude o nível de ambição da sua empresa

Ser um (a) líder num mundo virtual é desenvolver a capacidade de enxergar oportunidades em um cenário de constantes mudanças. É papel da liderança digital usar os recursos tecnológicos para antever possibilidades que poderão impactar, de forma positiva ou negativa, no andamento da empresa. Estar inserido na realidade da internet é projetar a longevidade de sua empresa, negócio ou marca com uma profunda abordagem sustentável e ética. Ao invés de somente se preocupar em vender um produto ou serviço, a transformação digital te impele a encorajar uma cultura organizacional com base na agilidade e pensamento estratégico, levando em consideração as experiências sensoriais e participativas do seu público-alvo. A ideia é que você e sua equipe passem a desenvolver planejamentos e projetos diferenciados, contribuindo para a exploração de novos mercados e interesses.

 

Incentive a formação de líderes

Enquanto líder, é seu papel identificar as potencialidades de cada pessoa da sua equipe. E perceber que algumas delas acabam por se destacar como líderes também. Em um modelo antiquado de chefia, essas pessoas são vistas como ameaças a quem assume uma posição superior e chegam a ser encaradas como concorrentes. Esse pensamento é uma falácia e não cabe num mundo digital tão plural onde estamos vivendo. Encorajar pessoas com perfil de liderança a seguirem esse caminho é uma postura que fortalece toda a equipe. Um (a) líder delega funções e posições estratégicas porque seu pensamento primordial é o sucesso de toda a equipe que, naturalmente, vai se refletir no bom desempenho de todas as áreas e no crescimento exponencial da sua empresa.

 

Seja flexível e mantenha o foco nos resultados

Ainda falando sobre as potencialidades dos seus liderados, outro ponto importante para observar é a maneira como cada pessoa exerce seu trabalho, com vistas a inspirar e extrair o melhor de cada uma. Um (a) líder na era digital precisa ter sensibilidade para aceitar diferentes formatos de trabalho porque há profissionais que rendem melhor sob determinadas condições. O ponto chave aqui é ter flexibilidade para compreender e reconhecer que alguns talentos produzem mais e melhor num ritmo de trabalho que pode não ser considerado “padrão”. O que você prefere - encaixar as pessoas num formato que você acredita ser o melhor, mesmo que elas não desenvolvam um bom trabalho ou valorizar o perfil de cada pessoa e encontrar condições que favoreçam a produtividade de cada uma com o propósito de alcançar os resultados? Não estamos aqui a declarar que a equipe deve trabalhar desalinhada e cada liderado deve exercer sua função da forma que convier. O caminho é encontrar um equilíbrio e desenvolver um ambiente favorável para todos trabalharem de forma produtiva e focados no objetivo maior de atingir os resultados pactuados.